APAE-BH oferece Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência Intelectual, Idosas e suas famílias

O Serviço de Proteção Social Especial para Pessoa com Deficiência Intelectual, Idosa e suas famílias, ofertado no Centro Dia, da ApaeBH, é um serviço de média complexidade tipificado pela política de Assistência Social. O serviço é oferecido às pessoas com deficiência intelectual e múltipla que têm mais de 18 anos de idade e necessitam de apoios extensivos e generalizados, ou seja, apresentam maior nível de dependência e precisam do apoio constante dos cuidadores/familiares. Além disso, eles – jovens adultos ou em processo de envelhecimento, apresentam desproteção social, com vivências de isolamento social, dificuldade de acesso às políticas públicas e fragilidade dos vínculos existentes.

Os principais objetivos do Centro Dia são a habilitação e reabilitação social e a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência intelectual e múltipla e de sua família, desenvolvendo a máxima autonomia nas habilidades de vida diária e prática e promovendo sua participação em atividades sociais, culturais e de lazer.

As atividades desenvolvidas proporcionam convivência com a comunidade e no domicílio com o objetivo de ampliar as relações sociais e evitar o isolamento social. O serviço oferece a seus usuários acolhimento, acompanhamento e estudo social, visitas domiciliares, orientação sociofamiliar, encaminhamento para as redes de serviço e atendimento em habilitação e reabilitação social Além disso, busca, através da participação nas ambiências, desenvolver em seus usuários, competências, habilidades e atitudes para o desenvolvimento da autonomia, independência, melhoria da qualidade de vida e exercício da cidadania. Oferece ainda atividades que promovem o desenvolvimento humano, a convivência familiar e comunitária, ampliam as relações de participação social e empoderamento e evitam o isolamento social.

Este serviço da APAE-BH é oferecido de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 11h30min e das 13h às 17h. Os usuários frequentam essas ambiências duas ou três vezes por semana e são agrupados a partir da necessidade (nível de isolamento social, dependência e independência), interesse do usuário e da família, e tolerância para a atividade proposta.

As atividades são baseadas num modelo participativo que permite avaliar a qualidade do funcionamento dos usuários através da averiguação de sua interação e  de sua satisfação da família.

Para conhecer mais sobre esse serviço, clique aqui.

Sanderléia Rodrigues – Gerente do Centro Dia 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?