Formatura EJA 2017

O ano de 2017 chegou ao final e com ele, os alunos da EJA – Educação de Jovens e adultos, concluíram o ensino fundamental. E como manda o figurino, foi realizada ontem, 21/12, a Formatura dos alunos da Escola Oficina Sofia Antipoff. A solenidade que aconteceu na sede da instituição, contou com a presença de familiares dos formandos, da presidente da entidade, Judith Maria de Magalhaes Monteiro, dos paraninfos  Arlindo Felipe e Jaqueline Rosa, dos Autodefensores, Maria de Fátima Leite e Edson de Moura Paula e a representante das famílias dos formandos, Maria Marilac Silva.

A EJA- Educação de Jovens e Adultos é uma perspectiva de exercício da cidadania, possibilitando sua inclusão no mundo do saber escolar e do trabalho, preparando-o para o exercício da cidadania. A proposta da EJA na escola especial aponta para a necessidade da valorização do tempo do aluno, como tempo de aprendizagem. Desta forma, a aprendizagem se dará em diversos espaços, levando em conta as especificidades dos alunos e suas diversidades cotidianas.

Trata-se de uma aprendizagem funcional onde ler, escrever, fazer cálculos matemáticos e expressar-se serão incorporados ao trabalho laboral dentro das oficinas de formação para o trabalho e em outros espaços que possibilitem desenvolver suas capacidades e habilidades, viabilizando sua inserção na sociedade como cidadão crítico e participativo.

Um dos objetivos da Apae-BH é promover a habilitação e reabilitação da pessoa com deficiência intelectual e de sua família, de forma continuada e gratuita, nas áreas de assistência social, educação, saúde e trabalho, com vistas à redução dos impedimentos e barreiras que dificultam a inclusão social, o acesso aos direitos e a participação plena e efetiva na sociedade.

“Eles saíram diferentes do que entraram! Cada um teve um desenvolvimento, da sua maneira e do seu tempo. Que não seja no conteúdo do conhecimento, mas nas atitudes do dia a dia. Temos que pensar na Escola Especial, não só como uma transmissora de conteúdo formal, mas na formação e transformação dessas pessoas. Estou muito feliz! Disse a presidente da Apae-BH, Judith Maria de Magalhaes Monteiro.

Matéria postada no dia 21/12/2017

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?