Programa Trabalho, Emprego e Renda

Programa Trabalho, Emprego e Renda

Este programa proporciona conhecimentos básicos sobre o mundo do trabalho às pessoas com deficiência intelectual a partir dos 15 anos de idade, abordando as habilidades e atitudes laborais e gerando oportunidades para sua inserção no mercado de trabalho.

Tem como finalidade inserir a pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho competitivo, utilizando a metodologia do Emprego Apoiado. Esta metodologia envolve ações de assessoria, orientação e acompanhamento personalizado e individualizado realizadas dentro da empresa e considerando a função exercida no trabalho, de forma a garantir a permanência da pessoa com deficiência e as mesmas condições oferecidas a outras pessoas.

Este programa oferece ao usuário maior variedade de experiências em Oficinas de Formação para o Trabalho, através de atividades práticas e complementares, com vivências do “fazer para conhecer”, ajudando-o a definir seu interesse e desenvolvendo suas capacidades e potencialidades para a vida e para o trabalho.

Formação Inicial para o Trabalho:

Visa promover o desenvolvimento humano da pessoa com deficiência intelectual através de oficinas com atividades laborais que possibilitam ao usuário aprender a identificar, discriminar e utilizar ferramentas para a leitura de mundo, desenvolvendo habilidades básicas para o trabalho. O objetivo não é ensinar funções específicas, mas apresentar hábitos do trabalho, tais como: rotina, pontualidade, hierarquia, relacionamento interpessoal, responsabilidades, comportamentos adequados, aproximação do desejo ideal ao real, higiene, etc. Dessa forma, usuários e instrutores, juntos, identificam as habilidades e conhecimentos de cada pessoa e contribuem para a construção do perfil profissional e posterior inclusão no mercado de trabalho.

Oficinas oferecidas:

  • Padaria;
  • Atendimento ao Público;
  • Informática;
  • Sorvete;
  • Biscoito.

Objetivos Específicos:

  • Criar condições para que o usuário adquira o nível máximo de autonomia pessoal;
  • Aprimorar as habilidades sociais e de vida prática;
  • Treinar hábitos e atitudes essenciais para a vida e para o trabalho;
  • Facilitar a compreensão do mundo corporativo;
  • Propiciar autoavaliação para identificar aspirações, habilidades e limitações pessoais do usuário para determinadas tarefas;
  • Capacitar o usuário para viver em sociedade e melhorar a sua qualidade de vida;
  • Sensibilizar e conscientizar as famílias dos usuários sobre a importância de inseri-los no mercado de trabalho;
  • Aperfeiçoar conhecimentos necessários à profissionalização;
  • Oferecer aos usuários condições para o desenvolvimento de postura adequada ao trabalho.

Inserção da Pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho:

As atividades estão voltadas para a inserção da pessoa com deficiência intelectual e múltipla em uma atividade laboral competitiva e condizente com seu potencial, suas condições físicas e aspirações.

Através do trabalho, a pessoa com deficiência intelectual garante a cidadania, o sentimento de pertencimento à sociedade e possibilita a construção da identidade social e do reconhecimento de suas potencialidades como um indivíduo produtivo.

A metodologia do emprego apoiado abrange um conjunto de serviços e ações denominados “apoios”, mas não se caracteriza pelo assistencialismo; ou seja, o empregador deve estar satisfeito com a qualidade e produtividade da função desempenhada pela pessoa com deficiência intelectual, assim como ela deve estar satisfeita com sua função e com as condições de trabalho, devendo ocupar situação de igualdade em relação aos demais trabalhadores.

O emprego apoiado se fundamenta em princípios e valores que incluem a presunção da empregabilidade, a importância dos apoios, a centralidade nas habilidades e capacidades dos usuários, a individualidade, a necessidade de inserção da pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho de acordo com a sua vontade e interesses. Além disso, o emprego apoiado valoriza a importância da comunidade, assim como a autonomia e independência do usuário e leva em conta as condições de acessibilidade e a necessidade de tecnologias assistivas.

Atividades Realizadas:

  • Fortalecimento dos vínculos familiares, comunitários e sociais;
  • Sensibilização das famílias para a inserção do filho no mercado de trabalho;
  • Sensibilização dos funcionários da empresa para receberem e compreenderem a pessoa com deficiência intelectual;
  • Realização de cadastro, pré-seleção e captação de vagas de trabalho;
  • Visitas às empresas para avaliação de possíveis funções e adaptações necessárias para inserção da pessoa com deficiência intelectual na atividade;
  • Acompanhamento socioeducativo dos usuários;
  • Orientação às empresas em relação ao recrutamento de profissionais, à legislação específica, sobre a especificidade do treinamento da pessoa com deficiência intelectual para a vaga, avaliação da compatibilidade entre a deficiência e a função a ser exercida.

Ajude a APAE-BH a ajudar:

©2017 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?