Apae-BH e Colégio Loyola conversam sobre as propostas para o Voluntariado Educativo 2019

A Apae-BH e o Colégio Loyola reforçaram a parceria para 2019. Wanderlay Alves Balsamão, Monitor da Formação Cristã do Colégio Loyola, parceiro da instituição, e Elen Mariz, Gerente de Defesa de Direitos e Apoio à Família reuniram para definirem o calendário e as propostas do Voluntariado Educativo para 2019.

O trabalho realizado pela Apae-BH com os alunos do Colégio Loyola visa proporcionar a convivência direta com a pessoa com deficiência intelectual e múltipla e mostrar que para cada limitação há uma história de superação. O objetivo é transformar a forma de olhar para a diversidade, a inclusão, a solidariedade e o respeito, auxiliando na formação de cidadãos conscientes.

Semestralmente, a Equipe da Pastoral do Colégio Loyola oferece vagas de Estágio Voluntário na Apae-BH para alunos do 9º ano. As atividades acontecem quinzenalmente e são programadas com antecedência, buscando proporcionar a troca de experiências entre alunos e usuários dos serviços oferecidos pela instituição. O calendário de atividades é compartilhado com a Equipe da Pastoral e segue o seguinte planejamento: acolhida e explicação a respeito da atividade do dia; direcionamento para divisão das turmas e deslocamento para os setores onde serão desenvolvidas as atividades; retorno e partilha da experiência. São 16 participantes por quinzena, durante um semestre. O projeto é acompanhado por um profissional da Apae-BH.

Em 2018, 20 alunos do Colégio Loyola interagiram com os usuários da instituição nas ambiências dos serviços Centro Dia, Grupos Operativos do Trabalho Emprego e Renda (TER), oficina de musicalização do Centro Dia e visitas a Casa Lar São Paulo. Além disso, os usuários do TER e moradores das Casas Lares São Paulo e Santa Tereza visitaram o Colégio e outros usuários da APAE-BH participaram da Festa Junina do Loyola.

De acordo com Elen, o Voluntariado Educativo é de uma riqueza enorme para a Apae-BH. “Ele possibilita aos usuários vivências diferenciadas, como a partilha e a inclusão de uma forma plena. Queremos tirar a impressão de limitação e mostrar do que a pessoa com deficiência é capaz, mostrando a superação, tanto para quem vem nos visitar e nos auxiliar nos trabalhos, quanto para os próprios usuários”, afirma. A gerente comenta que além do Colégio Loyola ser um parceiro há tanto tempo, já existe uma forte ligação entre os usuários da instituição e os alunos do colégio. “O Loyola tem hoje uma funcionária que foi aluna da nossa instituição e isso é muito rico. Quando nós fomos até lá fazer uma visita, as nossas usuárias se sentiram empoderadas através dessa moça, pois se viram nessa possibilidade. Esse trabalho que o Loyola faz é uma formação cidadã. Os alunos terão uma visão muito melhor em relação à pessoa com deficiência.”

Wanderlay também comentou sobre o projeto: “A importância do Voluntariado Educativo na Apae-BH é possibilitar essa convivência do Colégio Loyola com a realidade da pessoa com deficiência e despertar nos estudantes um novo olhar, além do dever da sociedade civil de apoiar instituições como essa.” Segundo o monitor, a ação é uma provocação para a própria vida, para tocar o coração dos estudantes sobre uma realidade que muitas vezes fica escondida, ou que não é mostrada pela família. “Queremos, de certo modo, tirar as pessoas com deficiência dessa invisibilidade. Mostrar a todos que elas existem, estão em nosso meio e precisam ser integradas e acolhidas. Queremos fortalecer ainda mais o relacionamento com a Apae-BH”, finalizou.

Crédito: Assessoria de Comunicação Apae-BH

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?