Baixa Visão. Noções básicas numa perspectiva funcional



Nos dias 23 e 24 de março de 2019, foi realizado na APAE-BH, o curso “Noções Básicas em Baixa Visão Infantil: da avaliação da visão funcional a intervenção especialista de Terapia Ocupacional e Fisioterapia”, ministrada pelas profissionais Aline de Oliveira Brandão (Terapeuta Ocupacional, Mestre em Ciências da Saúde da Criança e do Adolescente) e Luciana Drummond de Figueiredo Rossi (Fisioterapeuta, Mestre em Ciências da Saúde da Criança e do Adolescente). Participaram do curso profissionais das áreas de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da APAE-BH, profissionais do CER-IV de Contagem e profissionais da APAE de Pará de Minas.

Um dos objetivos do curso foi treinar os profissionais para uma melhor abordagem dos usuários da Clínica Intervir, no sentido de aumentar sua sensibilidade para os problemas visuais que as crianças podem apresentar. Outro objetivo foi apresentar a Avaliação da Visão Funcional (AVIF) – avaliação validada pela equipe de Baixa Visão do Hospital São Geraldo do Complexo do Hospital das Clínicas da UFMG.

Ressaltamos que as intervenções em baixa visão baseiam-se no desenvolvimento humano e no uso das habilidades existentes, que devem ser estimuladas para aquisição da maior funcionalidade do individuo. O atraso na aquisição das habilidades pelas crianças com baixa visão tem sido atribuído a diversos fatores como falta de oportunidades para vivenciar experiências sensoriais, motoras, percepto-cognitivas, emocionais e sociais (HILL, 1984). A visão é o sentido que integra outras modalidades sensoriais e auxilia na compreensão das informações que recebemos como um todo (GALIARDO, 2001). Por isso, é importante deixar a criança buscar os estímulos existentes no ambiente e nos brinquedos, sem adaptar atividades inicialmente, e explorando o potencial existente. As intervenções na reabilitação  de crianças com baixa visão devem ser facilitadoras de situações em que elas possam construir esquemas de ralação entre corpo-ambiente-objeto.

Na última sexta-feira (10 de maio de 2019), as profissionais que participaram do curso repassaram para os demais componentes da equipe as informações adquiridas no treinamento, para que todos os colaboradores da Clínica Intervir possam realizar os encaminhamentos e intervenções com os pacientes de baixa visão de maneira mais objetiva.

O conteúdo do curso é fundamental para a atuação dos profissionais de reabilitação e a participação foi extremamente interessante para a equipe. A capacitação é a melhor maneira de manter os profissionais atualizados e capazes de proporcionar atendimentos de melhor qualidade para os usuários.

 

Aline Terra (Terapeuta Ocupacional)

Ângela Vasconcelos (Fisioterapeuta)

Carmen Lúcia Mendes (Terapeuta Ocupacional)

Lidiane Duarte (Fisioterapeuta)

Lilian Viviane Barbosa (Terapeuta Ocupacional)

 

Referências:

GAGLIARDO, H. G. R. G.; NOBRE, M. I. R. S. Intervenção precoce na criança com baixa visão. Rev. Neurociências 9(1): 16-19, 2001

HILL, E. W. et al. Orientacion y movilidadenia etapa preescolar: una definicion ampliada. In: Education of the visually handcapped. Vol. XVI, nº2, 1984. EUA: Program Hilton Perkins, 1995.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?