Pedagogia de Projetos – Escola Oficina Sofia Antipoff

A Pedagogia de Projetos é uma metodologia de trabalho educacional que tem por objetivo organizar a construção dos conhecimentos em torno de metas previamente definidas, de forma coletiva, entre alunos e professores.

O projeto deve ser considerado como um recurso, uma ajuda, uma metodologia de trabalho destinada a dar vida ao conteúdo, tornando a escola mais atraente. Significa acabar com o monopólio do professor tradicional que decide e define o conteúdo e as tarefas a serem desenvolvidas, valorizando o que os alunos já sabem ou respeitando o que eles desejam aprender naquele momento.

Ao elaborar um trabalho com projetos, busca-se superar as práticas habituais, monótonas e descontextualizadas do processo educacional, para adotar outra mais dinâmica, prazerosa e contextualizada, proporcionando situações de aprendizagem em que os alunos aprendam a fazer errando, acertando, pesquisando, levantando hipóteses, experimentando, investigando, refletindo, construindo, intervindo, concluindo com base em conteúdos diversificados, contextualizados, gerando situações de aprendizagem reais e significativas, trabalhando os conteúdos de forma interdisciplinar e contextualizada.

Na Pedagogia de Projetos, a atividade do sujeito aprendiz é determinante na construção de seu saber operatório e esse sujeito, que nunca está sozinho ou isolado, age em constante interação com os meios ao seu redor. Segundo Paulo Freire, “o trabalho do professor é o trabalho do professor com os alunos e não do professor consigo mesmo”. O papel do educador, em suas intervenções é o de estimular, observar e mediar, criando situações de aprendizagem significativa. É fundamental que ele saiba produzir perguntas pertinentes, que façam os alunos pensarem a respeito do conhecimento que se espera construir, pois uma das tarefas do educador é, não só fazer o aluno pensar, mas acima de tudo, ensiná-lo a pensar certo.

A aprendizagem baseada em projetos como método de pesquisa estimula os alunos a adquirir conhecimentos e habilidades, possibilitando a interdisciplinaridade em torno da investigação de questões complexas. Além de aprenderem, os estudantes têm a oportunidade de trabalhar em equipe e desenvolver valores. Nesse processo de construção do conhecimento, desenvolvem-se competências e habilidades para o mercado de trabalho (SANTOS, 2006; BUCK INSTITUTE FOR EDUCATION, 2008; LIMA JÚNIOR, 2009, FERNANDEZ, 2012).

Portanto, os projetos não são só trabalhados em torno de um tema, é preciso refletir uma visão de educação escolar, na qual a experiência vivida e a cultura sistematizada interajam (ou se completam / se entrelaçam), em que os alunos possam estabelecer relações entre os conhecimentos construídos e sua vida cotidiana.

Neste enfoque, poderemos abordar como perspectiva dos projetos de trabalho o enfoque globalizador, centrado na resolução de problemas significativos e o professor intervém no processo de aprendizagem ao criar situações problematizadoras, introduzindo novas informações, dando condições para que seus alunos avancem no processo de pesquisa. Desta forma, o aluno é visto como sujeito ativo, o conteúdo estudado é visto dentro de um contexto, de uma realidade; e propõe atividades abertas, permitindo que os alunos estabeleçam suas próprias estratégias.

Assim, o trabalho com Projetos consiste numa mudança de postura, o que exige um repensar da prática pedagógica e das teorias que lhe dão sustentação. Portanto, é uma alternativa para transformar o espaço escolar num local aberto à construção de aprendizagens significativas para todos que dele participam.

Segundo Hernandes (1998), Ramal (1999), Araújo (2009), Martins (2013), o trabalho com projetos justifica-se pelo desenvolvimento dos alunos no que se refere às suas capacidades como a autonomia, criatividade, capacidade analítica e de síntese, além do poder de decisão. O aluno deve saber buscar, selecionar e utilizar a informação de modo criativo, consciente e crítico. O trabalho por projeto deve ir além da sala de aula e ser, de fato, uma oportunidade para a escola repensar o seu modo de operação.

Bibliografia:

ARAÚJO, Mayra de Castro Miranda. Competências do Professor para o trabalho com projetos de forma eficaz. 2009. 145f. Dissertação (Mestrado em Educação tecnológica) – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais/CEFETMG, Belo Horizonte.

BUCK INSTITUTE FOR EDUCATION INSTITUTE FOR EDUCATION. Aprendizagem Baseada em Projetos: guia para professores de ensino fundamental e médio. Tradução Daniel Bueno. – 2, Ed. – Porto Alegre: Artmed, 2008.

MOREIRA, Marco Antonio. Aprendizagem significativa: a teoria e textos complementares. São Paulo: Livraria da Física, 2011. 179 p.

 

Lucianna Gontijo

Diretora Pedagógica – Escola Oficina Sofia Antipoff

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?