A importância da Terapia Ocupacional no Serviço de Atendimento a Pessoas com Deficiência e Idosos em Domicílio

O Serviço de Proteção Especial Social para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias em domicílio (SPEPDI) é executado pela APAE-BH em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, e é realizado em domicílio para usuários idosos e/ou com deficiência e suas famílias que se encontram em violação de direitos e dependência.

A equipe do SPEPDI é composta por cuidadores sociais, supervisores, gerente, auxiliar administrativo, psicólogos, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais.

O Terapeuta Ocupacional do SPEPDI atua com foco na assistência social e, ao realizar as visitas domiciliares, busca compreender a história do sujeito e do seu núcleo familiar, além de conhecer e entender o território, as barreiras arquitetônicas e atitudinais presentes, bem como descobrir e enaltecer os elementos significativos para o usuário.

Segundo a Associação Americana de Terapia Ocupacional (AOTA), a terapia ocupacional consiste:

“(…) no uso terapêutico de atividades diárias (ocupações) em indivíduos ou grupos com o propósito de melhorar ou possibilitar a participação em papéis, hábitos e rotinas em diversos ambientes como casa, escola, local de trabalho, comunidade e outros lugares.”

Durante a visita domiciliar, o terapeuta ocupacional realiza a Avaliação de Funcionalidade, para identificar o grau de dependência de cada usuário e obter informações sobre seu desempenho nas atividades de vida diária (AVD) e de vida prática (AVP). Assim, poderá dar as orientações e adaptações, quando necessárias, criando estratégias para favorecer a autonomia e independência e, consequentemente melhorar sua qualidade de vida.

 

Vivências, Experiências e Resultados

Durante a atuação do terapeuta ocupacional e de toda a equipe do SPEPDI, vivenciamos evoluções significativas na vida de vários usuários, com importantes mudanças em suas rotinas, desde um “simples” banho de sol no quintal de casa, até mesmo o seu retorno à convivência na comunidade.

Os terapeutas ocupacionais da APAE-BH utilizam diversas formas de adaptações, como, por exemplo, para os usuários sem comunicação verbal, a prancha de comunicação e outras tecnologia assistivas com excelentes resultados. O efeito mais animador do uso dessas adaptações é o restabelecimento do vínculo familiar decorrente da ampliação da comunicação.

Dessa forma, a relevância da atuação da terapia ocupacional na assistência social pode ser constatada pela evolução gradativa na autonomia e independência dos usuários e no fortalecimento dos vínculos familiares. Com um olhar atento às habilidades, limitações e potencialidades e entendendo o sujeito em sua singularidade e seu contexto social, o terapeuta ocupacional, assim como os demais profissionais do serviço, têm condições de tornar a vida dos usuários muito mais prazerosa e ativa, bem como a de seus familiares.

 

Daiana Ramos

Jéssica Hully

Josiâne Galdino

Laura Resende

Terapeutas Ocupacionais 

1 Comentário
  1. Vitória Regina de Resende 7 meses atrás

    Parabéns à todos da equipe, em especial os Terapeuta Ocupacional, profissão que requer muito amor, carinho e dedicação . As pessoas que escolhem ser um Trapeuta Ocupacional são especiais e tem um coração enorme, que Deus os abençoe e proteja sempre, dando _lhes muita sabedoria para ajudar o próximo. Parabéns a minha querida filha Laura, que ama a profissão que escolheu.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Todo direito reservado - APAE-BH 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?