Entre os meses de novembro e dezembro, o Centro Especializado em Reabilitação Antônio de Oliveira – CER IV de Contagem/APAE-BH – promoveu uma robusta capacitação online voltada aos profissionais da rede de atenção primária de Contagem, especialmente do Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF e Equipe Intermediária, que também atendem pessoas com deficiência intelectual e/ou com transtorno do espectro autista.

Com o título Recursos para intervenção em habilitação e reabilitação da pessoa com deficiência intelectual e/ou com transtorno do espectro autista: contribuições da análise do comportamento foram capacitados 78 profissionais de diferentes áreas, como psicologia, terapia ocupacional, assistência social, nutrição, farmácia, fonoaudiologia, fisioterapia, pediatria e psiquiatria.

Foram quatro dias de capacitação, ministrados por Jeyverson Mendes que é psicólogo, mestre em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento e gerente do serviço de habilitação e reabilitação intelectual do CER IV.

Com intensas trocas de saberes e experiências, a capacitação tratou de temas primordiais sobre a deficiência e o transtorno. O extenso conteúdo programático envolveu assuntos como causas, conceitos elementares e até mesmo uma revisão dos conceitos de inteligência e de comportamento adaptativo; apresentação do “Modelo de Funcionamento Humano”, segundo a Associação Americana de Deficiência Intelectual e do Desenvolvimento; mitos e verdades sobre a deficiência intelectual e o autismo; a ciência do comportamento; reforço do comportamento adequado; punição, porque seu uso não é aconselhável; extinção, uma alternativa ao uso da punição; ensino de habilidades básicas para pessoas com autismo; comportamento verbal (ecóico, mando, tato e intraverbal); modificação do padrão de ecolalia na comunicação: técnicas/procedimentos; ensino de pais/cuidadores sob a perspectiva da análise do comportamento, além da exposição e explicação sobre todos os serviços ofertados pelo CER IV de Contagem/APAE BH.

Esta foi, sem dúvida, uma oportunidade extremamente rica para que tantos profissionais pudessem agregar ainda mais conhecimento sobre temas tão específicos e cada vez mais demandados e possam, assim, compartilhar e disseminar com colegas, pacientes, familiares e com a sociedade em geral saberes tão necessários.

Para Cynthia Marchesotti, psicóloga e membro da Junta Reguladora de Contagem, esse momento foi rico e produtivo. “A capacitação nos trouxe novos olhares e novas possibilidades. Além disso, permitiu o encontro entre os profissionais da rede, fazendo circular conhecimento, empatia e afeto”.

©2022 Apae-BH. Desenvolvido por Sintext.

Navegue pelo site:

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?