Uma manhã regada de muita cultura, resistência, energia, cânticos, toques, movimentos corporais, camaradagem, união e inclusão. Assim foi o sábado, 15/06, quando os usuários do Centro Dia “Para e Pelo Lazer”, da APAE-BH, juntamente com o grupo de Capoeira Irmandade de Angola, realizaram uma roda cheia de axé na Praça Duque de Caxias, no bairro Santa Tereza.

Na roda, os usuários tiveram a oportunidade de mostrar tudo o que aprenderam na Oficina de Capoeira. Com movimentos, cantos e toques da Capoeira Angola e interagindo com os moradores do bairro e com as pessoas que por ali passaram, as diferenças foram minimizadas, pois na roda de capoeira não há branco nem preto, rico nem pobre, valente nem covarde. Ali, todos são iguais, mas cada um é único dentro do seu movimento.

A alegria e a emoção em serem vistos tomou conta dos usuários que puderam se expressar e mostrar suas potencialidades. Várias atmosferas individuais se uniram dentro de um universo único chamado Roda de Capoeira.

“Capoeira é muito mais que uma luta, capoeira é ritmo, é dança, é poesia, é jogo, é união, é inclusão. Capoeira é tudo que a boca come.” (Mestre Pastinha)

IÊ VIVA MEU DEUS!!!

Glaydison Luiz – Educador do Centro Dia da APAE-BH

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Apae-BH. Desenvolvido por Sintext.

Navegue pelo site:

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?