Pacientes com deficiência visual dependem muitas vezes de auxílios para conseguirem exercitar suas atividades de vida diária.

Os chamados auxílios não ópticos consistem na adequação do ambiente de trabalho e leitura para exercer de forma favorável suas atividades, como por exemplo, a luz a ser utilizada, a orientação do lápis na escrita, a utilização de plano inclinado para melhor ergonomia, dentre outros.

Os auxílios ópticos são sistemas que utilizam lentes e permitem a ampliação dos objetos, de forma a se alcançar melhor visualização e, assim, melhorar o desempenho da pessoa com deficiência visual em suas atividades. Inúmeros são esses auxílios. Alguns deles são montados em armação de óculos, outros são comercializados na forma de lupas de apoio, lupas de mão e sistemas telescópicos. Esses auxílios devem ser sempre testados, prescritos pelo médico e utilizados conforme orientação, pois dependem do tipo de deficiência visual e do sucesso alcançado no treinamento de adaptação de cada indivíduo.

 

Dra. Carolina Milagres Macedo
Oftalmologista

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Apae-BH. Desenvolvido por Sintext.

Navegue pelo site:

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?